Pesquisar este blog

Mostrando postagens com marcador cérebro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cérebro. Mostrar todas as postagens

O efeito da cafeína no seu organismo




Você sabe qual é o efeito da cafeína no seu organismo? 🤔☕ Cada xícara de café contém cerca de 80mg dessa substância, que é estimulante - mas isso não significa que ela manterá você acordado como uma tomada mantém um abajur ligado! Todo o processo gira em torno dos seus neurônios, que ficam mais ativos enquanto você está acordado. Como resultado, eles liberam uma substância chamada adenosina, que, por sua vez, é constantemente monitorada por receptores do sistema nervoso. Quando a quantidade de adenosina chega a determinado nível, o cérebro emite um sinal químico que manda seu corpo desligar aos poucos para descansar. Consequentemente você começa a ficar mais lento e os bocejos aparecem. Ou seja: a cafeína é uma forma de confundir o cérebro. As moléculas de adenosina e cafeína possuem estruturas semelhantes, o que faz com que a cafeína conecte-se aos “receptores do cansaço”, que medem os níveis de adenosina. Esta confusão química gerada pela cafeína faz com que seu cérebro não decodifique os sinais de cansaço, mantendo você acordado e ligado. Ou seja, o que o café faz é simplesmente impedir o seu corpo de sentir o cansaço, em vez de efetivamente gerar energia! Imagine que o abajur funciona com um sensor de luminosidade (permanecendo ligado somente quando o ambiente está escuro). O café é como uma cortina garantindo a escuridão para que o abajur permaneça aceso mesmo de dia. Ou seja, ela engana o sensor do abajur (receptores de cansaço) para que a luz fique acesa (adenosina não seja percebida e o sono seja bloqueado) 💡✨

A meditação pode aumentar o seu cérebro




Você sabia que meditar altera para melhor a estrutura física do seu cérebro? 🤔 A pesquisadora Sara Lazar conduziu dois estudos mostrando isso: No primeiro mostrou que pessoas que meditam há muito tempo tem um aumento na massa cinzenta em várias regiões do cérebro. O segundo estudo testou pessoas que nunca tinham meditado. Elas fizeram dois meses de meditações diárias e os resultados foram impressionantes: apenas 8 semanas de meditação aumentaram o volume do cérebro em 4 regiões diferentes responsáveis pelo pensamento criativo, aprendizado, memória, regulação emocional, empatia, produção de neurotransmissores e muito mais! Além disso, a amígdala, parte do nosso cérebro responsável pelo estresse e pela reação de luta ou fuga, diminuiu significativamente de tamanho. Ou seja: Há fortes indícios de que meditar muda a forma do seu cérebro para melhor =) Quer fazer parte do Espaço Autoridade Fitness? Se exercitar, fazer Yoga, meditar, tudo em um só lugar? Acessa o link http://bit.ly/fb-conteudo-af Fontes: www.washingtonpost.com/news/inspired-life/wp/2015/05/26/harvard-neuroscientist-meditation-not-only-reduces-stress-it-literally-changes-your-brain/?utm_term=.92a0d45b619b -------------------------------------------------------------------------------------- Quer se juntar a nossa Legião AF? https://espaco.autoridadefitness.com/ Nós somos a Autoridade Fitness, (e juntos com o Xtreme 21/Prana Yoga) acreditamos em transformar a vida de milhares de pessoas todos os dias, proporcionando, através do nosso Espaço, diferentes alternativas para que cada pessoa encontre o seu jeito de ser mais saudável. Também estamos por aqui: Instagram: http://instagram.com/afnoinsta Youtube: http://www.youtube.com/c/AutoridadeFi... Facebook: https://www.facebook.com/autoridadefi... Spotify: http://bit.ly/af-spotify-yt

Me diga como é seu prato e te direi quem és | Autoridade Fitness




O segredo está no seu prato! Um estudo distribuiu pratos vermelhos ou brancos para um grupo de pessoas, que poderiam se servir de macarrão com molho vermelho ou molho branco. Quem colocou molho vermelho no prato vermelho ou molho branco no prato branco comeu 18% mais do que as que tinham cores opostas no prato. O contraste faz você ter uma percepção mais apurada sobre a quantidade de comida que você está ingerindo. Além disso, use pratos pequenos. Uma revisão de estudos sobre o tema mostrou que, em média, as pessoas comem 30% menos quando usam pratos menores. Isso porque o seu cérebro “percebe” o prato mais cheio do que se a mesma quantidade de comida estivesse em um prato grande. Essa diferença é maior ainda quando é você mesmo quem se serve. Ou seja: A cor e o tamanho do seu prato influenciam muito o quanto que você come.