As doutrinas da graça

A teologia Reformada enfatiza as Doutrinas da Graça, mais conhecidas pelo acrônimo TULIP, embora este acrômio não corresponda aos melhores nomes possíveis para as cinco doutrinas.
 

T significa Total Depravity [Depravação Total]. 
Isso não significa que todas as pessoas são tão más quanto elas poderiam ser. Significa, sim, que todos os seres humanos são afetados pelo pecado em todas as áreas de seus pensamentos e conduta pelo que nada que sai de algum homem à parte da graça regeneradora de Deus pode agradar a Deus. No que concerne aos nossos relacionamentos com Deus, estamos todos tão arruinados pelo pecado que nenhum de nós pode entender adequadamente Deus ou os caminhos de Deus. Também não buscamos a Deus, a menos que Ele primeiro opere dentro de nós para nos conduzir a busca-lO. 


U significa Unconditional Election [Eleição Incondicional].
Uma ênfase na eleição incomoda muitas pessoas, mas o problema que eles sentem não é, na verdade, com a eleição; é com a depravação. Se os pecadores são tão desamparados em sua depravação como a Bíblia diz que eles são, incapazes de entender e sem vontade de buscar a Deus, então a única maneira que eles poderiam ser salvos é se Deus tomar a iniciativa de transformá-los e salvá-los. Isto é o que significa a eleição. É Deus escolhendo salvar aqueles que, se não fosse a Sua escolha soberana e Suas ações subsequentes, certamente pereceriam.

L significa Limited Atonement [Expiação Limitada]. Este nome é potencialmente enganoso, pois parece sugerir que os Reformados querem de alguma forma restringir o valor da morte de Cristo. Este não é o caso. O valor da morte de Jesus é infinito. A questão é: qual é o propósito da morte de Cristo, o que Ele realizou na mesma? Será que Cristo pretendeu fazer da salvação nada além de uma possibilidade? Ou Ele realmente salva aqueles por quem Ele morreu? A teologia Reformada enfatiza que Jesus realmente expiou os pecados daqueles a quem o Pai havia escolhido. Na verdade, Ele propiciou a ira de Deus para com o Seu povo, tendo levado o seu julgamento sobre Si, em verdade redimiu, e, de fato, reconciliou essas pessoas específicas com Deus. Um nome melhor para expiação “limitada” seria redenção “particular” ou “específica”.

I significa Irresistible Grace [Graça Irresistível]. Sozinhos nós resistimos à graça de Deus. Mas quando Deus trabalha em nossos corações, regenerando-nos e criando uma vontade interior renovada, então o que era indesejável antes torna-se altamente desejável, e corremos para Jesus apenas como anteriormente nós corremos para longe dEle. Pecadores caídos resistem à graça de Deus, mas a Sua graça regeneradora é eficaz. Ela supera o pecado e cumpre o propósito de Deus.

P significa Perseverance of the Saints [Perseverança dos Santos]. Um nome melhor seria “a perseverança de Deus com os santos”, mas ambas as ideias estão realmente envolvidas. Deus persevera conosco, nos impedindo de apostatar, o que certamente faríamos se Ele não fosse conosco. Mas porque Ele persevera nós também perseveramos. Na verdade, a perseverança é a prova definitiva de eleição. Nós perseveramos porque Deus nos preserva de cair e de nos desviarmos dEle total e finalmente.

por James M. Boyce

Comentários

Mais visto na semana